Saiba mais sobre
TERAPIAS

AURICULOTERAPIA

Ou acupuntura auricular, é uma técnica oriental que obtém ótimos resultados para diversos problemas de saúde.

Auxilia no tratamento de Obesidade e nos tratamentos para deixar de fumar, pois atua no controle da ansiedade.

Menu Dicas de Beleza e Bem-Estar »

CROMOTERAPIA

  

 

A arte de decorar consiste na acomodação dos móveis e utensílios necessários num ambiente e no emprego de cores para formar um conjunto harmonioso no recinto.

 

A distribuição adequada das cores é um fator primordial para criar uma atmosfera agradável, favorecendo a permanência das pessoas no ambiente. Usar cores adequadas para cada recinto proporcionará uma boa convivência no lar.

 

As cores não precisam necessariamente ser empregadas nas paredes. Elas poderão ser introduzidas em utensílios ou nas peças decorativas, para formar um conjunto harmonioso com os demais ambientes.

 

Quando as cores forem empregadas nas paredes, devemos levar em consideração a grande extensão visual dessa superfície e usar tonalidades pastéis. Cores suaves evitam a saturação, tornando o ambiente agradável.

 

É necessário cautela no uso de cores vivas nas paredes, para que não haja um forte impacto visual, que se traduz  em desconforto, comprometendo a permanência no ambiente.

 

Já, se as cores forem utilizadas em peças decorativas não muito grandes, são indicadas tonalidades fortes, pois, a pouca dimensão visual dos objetos de decoração não requer maior intensidade das cores, para obter os benefícios.

 

Quando você toma conhecimento de uma cor propícia e quer introduzi-la no ambiente, não precisa fazer uma reestruturação completa no lar. Não é necessário trocar móveis, pintar as paredes ou trocar azulejos. Existem maneira práticas e eficientes de empregar as cores. Basta introduzir objetos coloridos, criando pequenos conjuntos ou mesmo iluminação com lâmpadas coloridas. Qualquer forma estratégica de inserir cores apropriadas para a convivência num recinto é válida. No entanto, esse procedimento exige cautela para não quebrar a harmonia cromática.

 

Existe um fator a ser considerado no uso da cor no lar, que é a faixa etária das pessoas que freqüentam o ambiente. Um quarto de bebê, por exemplo, requer certa diversidade de cores. Num ambiente freqüentado por crianças, cores variadas e fortes são recomendadas, pois a criança se sente bem mediante sensações visuais de dinamismo, promovendo o seu desenvolvimento. Mas deve-se tomar cuidado no quarto utilizando cores mais suaves.

 

No quarto de adolescentes, convém usar cores alegres, que promovam certo estímulo. Um ambiente com cores neutras,  não é atraente para os adolescentes.

 

As pessoas de média idade gostam de conviver em ambientes com cores suaves, mas não podem faltar detalhes coloridos, estes são indispensáveis ao bem-estar delas.

 

Num ambiente freqüentado por pessoas com mais idade, convém usar cores suaves. Elas criam uma atmosfera agradável para os idosos.

 

Existem alguns fatores importantes para ser considerados no tocante ao uso das cores nos quartos de dormir.

 

Para obter os benefícios terapêuticos das cores neste ambiente, elas podem  ser usadas em forma de luz colorida. Essa maneira também contribui para tornar o ambiente agradável.

 

Não há contra-indicação alguma em manter uma luz colorida acesa durante toda noite, pois a cor não atinge diretamente o corpo. Ela irradia por todo o ambiente criando uma atmosfera agradável para dormir.

 

Obviamente, se a pessoa é acostumada a dormir na escuridão total, qualquer claridade irá incomodar seu sono. Nesse caso, a luz pode ser apagada instantes antes de dormir, outra opção é usar lâmpadas coloridas  de 5 watts. Salvo essa exceção, pode-se usar lâmpadas mais fortes, para intensificar as propriedades das cores.

 

As dicas de cores para o quarto, abaixo apresentadas, servem tanto para a decoração quanto para o abajur.

 

 

BRANCO – é uma cor suave que torna o ambiente leve e agradável. Pode ser usada nas paredes, sem nenhuma restrição, pois ele não provoca saturação visual, favorecendo a permanência prolongada no recinto.

 

Além disso, se você optar pelo branco nas paredes, não terá dificuldades para fazer a harmonia entre as cores dos objetos de decoração, pois ele combina com qualquer cor.

 

Na cozinha o branco é muito usado. Facilita a higiene e sugere limpeza.

 

Juntamente com o branco, você poderá usar as demais cores indicadas para cada ambiente, nos móveis, cortinas, utensílios e demais peças decorativas.

 

VERMELHO – é uma cor com alto grau de saturação. Seu uso na decoração precisa ser moderado. Apenas alguns detalhes dessa cor no ambiente são suficientes para que se obtenha uma sugestão estimuladora. Proporciona dinamismo e movimentação, evitando que a atmosfera do ambiente seja monótona. Evitar seu uso em quartos.

 

MARROM – sugere segurança. Sua presença no lar contribui para amenizar a insegurança das pessoas que convivem no ambiente. Os móveis e objetos de madeira, geralmente marrons, proporcionam uma sensação de firmeza e solidez do lar.

 

Se você optar por essa cor nas paredes, é necessário tonalidades pastéis como o bege, para manter o ambiente suave.

 

O uso do marrom nos objetos de decoração é preferível que seja em tonalidades claras. Se forem escuros, precisam ser contrastados com paredes brancas ou demais objetos de decoração claros, para haver equilíbrio.

 

Se o ambiente ficar predominantemente escuro não é agradável a convivência nele. Permanecer num recinto escuro é ser influenciado por uma atmosfera opressiva, podendo causar tristeza e depressão.

 

LARANJA- A sugestão visual dessa cor estimula as glândulas salivares, proporcionando um paladar aguçado. Contribui para aumentar o apetite e cria um clima propício a uma boa alimentação.

 

Sua presença na cozinha é indispensável, principalmente, nos objetos e acessórios culinários.

 

Já no quarto, não é uma cor apropriada ao sono. Por ser estimulante, não é compatível com o momento de repouso. No entanto, para as pessoas que têm dificuldade respiratória, medos noturnos, ou que roncam, a iluminação laranja contribui para suavizar essas condições.

 

AMARELO – é recomendado na cozinha. Assim como o branco, a tonalidade suave do amarelo pode ser empregada nos azulejos. A cozinha com predominância do amarelo cria uma atmosfera propícia e agradável às refeições. Essa cor também sugere alegria e descontração, sendo portanto sugestiva para compor a decoração da sala. Não convém abusar do amarelo nesse recinto, pois ele não proporciona sensação de aconchego, que é uma condição primordial da sala.

 

No banheiro, a predominância do amarelo é propícia para o despertar, pois essa cor associa-se com a luz do sol. A sensação de dia claro ajudará a pessoa a acordar mais rapidamente e mais disposta para o seu dia.

 

VERDE – proporciona uma atmosfera equilibrada. Essa cor é indicada para o estresse. Após um dia de muita correria, chegar em casa, acomodar-se na sala e ter contato ótico com essa cor, fará com que a pessoa se recomponha mais rapidamente.

 

A presença dessa cor na sala de visita é sugestiva. Introduzi-la por meio de plantas é boa opção; entretanto, não é recomendado ser a cor predominante; isso tornaria o ambiente estático e monótono.

 

Na cozinha o verde é considerado a cor da boa digestão. É viável usar alguns detalhes dessa cor.

 

No quarto a cor verde sugere equilíbrio e mantém a harmonia entre as condições físicas, psíquicas e emocionais. Quando o corpo estiver cansado e a mente muito ativada, ele suavizará os pensamentos, promovendo o relaxamento. A ação do verde se estende a uma pessoa que se encontra com as emoções abaladas e sem objetivos de vida, essa cor favorece no sentido de resgatar novas perspectivas.

 

A luz verde é a cor mais recomendada para dormir diariamente.

 

AZUL – é a cor mais indicada na decoração do quarto. Age no sentido de acalmar a mente e relaxar o corpo; cria uma atmosfera que propicia a um sono tranqüilo e profundo. É indicado para as pessoas que sofrem de insônia ou tem sono intranqüilo.

 

Sanadas essas condições, convém voltar a dormir com o verde, pois o azul usado constantemente na iluminação do abajur pode causar maior sonolência matinal, enquanto o verde, além de promover uma boa noite de sono, melhora sensivelmente a disposição ao acordar.

 

A atmosfera de calma e relaxamento proporcionada pelo azul faz dessa cor uma das mais indicadas para ser empregada na sala de estar. Sobretudo, o azul é considerado a cor do aconchego, isso faz com que a predominância dele na sala proporcione uma atmosfera envolvente e acolhedora.

 

VIOLETA – sugere luxúria, suntuosidade e espiritualidade; sua presença na sala enaltece o ambiente, proporcionando uma atmosfera de requinte, sofisticação e elevação do padrão vibracional.

 

O violeta auxilia a reduzir o apetite; por isso, é recomendado o seu uso na decoração da cozinha, para o contato ótico daqueles que estão fazendo regime alimentar.

 

Bibliografia: “As cores e suas funções”  Valcapelli, Editora Rok


BELEZA SUSTENTÁVEL

Cada vez mais as pessoas acham que precisam estar bonitas, mas se esquecem que para isso o principal é se sentir bonita. Dentro do conceito de beleza sustentável, ser belo deixa de ser "perseguir o padrão" para se tornar "sentir-se belo", se aceitar, conhecer as características do próprio corpo, ter identidade e personalidade e buscar, continuamente, saúde e bem-estar. Ou seja, sentir-se bem.

É importante ter um  comprometimento consigo mesmo. Quanto melhor a pessoa está consigo, mais bonita se sente. Quem não se aceita sofre com a cobrança da beleza estética e se deprime com o envelhecimento.

Uma pesquisa feita com mais de 3.000 mulheres com idade entre 18 e 64 anos, em dez países constatou que mais de 60% delas classificam sua beleza como "média" ou "natural"., nenhuma declarou se achar sexy.

Algumas se  acharam  feias, por exemplo em dias que sentem deprimidas, mas em dias em que a pessoa se sentia feliz consigo mesma, se achava mais bonita . Esse sentimento é comum à maioria das pessoas e mostra como o  o  aspecto emocional se reflete sobre a auto-imagem.

A auto-imagem é uma construção de base emocional. O modo como você está se percebendo emocionalmente pode distorcer a sua imagem corporal. Há casos sérios de distúrbios de percepção da imagem. É o que acontece com a magra que sempre acha que é gorda e faz dieta até adoecer. Muitas vezes, por trás dessa insatisfação com a aparência, o que existem são distúrbios de identidade. As pessoas que vivem fazendo plástica têm, geralmente, problemas desse tipo.

Por isso, cada vez mais crescem os tratamentos visando o equilíbrio interior, para que a pessoa se sinta feliz consigo mesma, e assim, consiga se sentir bonita sempre, e os tratamentos estéticos serão um complemento para a manutenção da auto-estima.


O PRIMEIRO PASSO É A ACEITAÇÃO

Cada vez mais os especialistas concordam que sem aceitação não há solução. E, por isso muitas vezes, uma intervenção estética brusca pode até mesmo ser desastrosa ou, no mínimo, inútil.

Muitas pessoas após se submeterem a cirurgias plásticas , por exemplo, continuam se sentindo feias, portanto quanto mais a pessoa se sente feliz consigo mesma, melhor ela aceitará o seu corpo.

Muitas vezes a cirurgia plástica ajuda a aumentar a auto-estima, mas não pode ser uma alternativa para mudar tudo no corpo , geralmente aquelas pessoas que querem mudar tudo é porque na verdade, não se aceitam. Precisam se aceitar e tentar melhorar o que é possível, mas sem exigir uma perfeição que provavelmente gerará frustações.

Uma receita para ser bonita é ser feliz, quando a pessoa se gosta irradia beleza. O segredo é saber que não se terá rosto e corpo de 18 anos  para sempre, mas estar bem com isso.

Para evitar frustrações é preciso entender qual é a estrutura do corpo, por exemplo, para perceber que uma pessoa com estrutura grande não vai entrar num manequim 38, e se ela entrar num manequim 42 e sentir bem é o que importa.

O ideal é que a pessoa se cuide, fazendo exercícios físicos, tendo uma alimentação saudável, tomando providências para o seu bem estar mental e emocional, como meditação, yoga, massagens, banhos terapêuticos, terapias complementares como Reiki, acupuntura, enfim tudo que a faça se sentir bem consigo mesma.


"Celulite" ou  Lipodistrofia Ginóide

A "celulite" atinge até 95% das mulheres, principalmente nas fases sujeitas a alterações hormonais como a puberdade, gravidez e uso de pílulas anticoncepcionais, sendo uma das queixas mais frequentes em relação à estética. O aspecto de "casca de laranja" causa incômodo e insatisfação com o próprio corpo, levando à procura de uma solução para o problema.

As causas que dão origem à celulite não são totalmente conhecidas. Além de uma predisposição hereditária, alterações enzimáticas e hormonais parecem estar envolvidas, diminuindo a quebra das células gordurosas ou aumentando o seu volume.

As regiões mais atingidas pela celulite são aquelas onde as mulheres costumam acumular mais gordura: abdomem, quadris, culotes, nádegas, coxas e pernas.

 

Como se forma?

No nosso organismo, algumas células têm a função de acumular energia, sob a forma de gordura, para ser usada quando necessário. São os adipócitos (celulas gordurosas). Estas células se localizam na hipoderme, a camada mais profunda da pele. Nas mulheres, esta camada apresenta fibras ligando a superfície ao tecido mais profundo, como se fosse um colchão de molas. Estas pontes fibrosas repuxam a pele para baixo, dando o aspecto de "furinhos", que é característico da celulite.

Além disso, fatores como a hereditariedade, as alterações hormonais e enzimáticas, em conjunto, levam a uma alteração circulatória com acúmulo de líquidos e proteínas nas células de gordura, provocando uma modificação da textura do tecido subcutâneo e, posteriormente, uma irregularidade da superfície da pele, que leva ao aspecto visual de "casca de laranja".

A celulite pode estar, ou não, associada à obesidade. No entanto, com o aumento do peso, ela aparece mais, pois o aumento das células gordurosas acentua o repuxamento das fibras. Quando o acúmulo de gordura ocorre de forma excessiva, pode comprimir vasos sanguíneos e linfáticos levando à formação de edema (inchaço) e fibrose. Nesta situação, a celulite se torna mais grave, formando áreas endurecidas e nodulares. Em alguns casos, ocorre inflamação e dor local.

Para efeito de classificação, a celulite pode ser dividida em:

  • Grau 1: os furinhos só são percebidos quando a pele é comprimida. Pode aparecer até mesmo nas crianças, sendo mais comum nas adolescentes.
  • Grau 2: os furinhos já são percebidos sem comprimir a pele. Passando a mão sobre a pele, já se percebe uma ondulação, sendo possível sentir alguns nódulos.
  • Grau 3: os nódulos são bastante perceptíveis e têm consistência endurecida, demonstrando que já houve formação de fibrose. Pode haver dor local.

As massagens em geral e drenagem linfática contribuem para o aumento da circulação local, amenizando o problema.


Sintomas da TPM

  • depressão, sentimento de desesperança, pensamentos auto-depreciativos;
  • ansiedade, tensão, nervosismo, excitação;
  • fraqueza afetiva, tristeza repentina, choro fácil, sentimento de rejeição;
  • raiva ou irritabilidade persistente, aumento dos conflitos interpessoais;
  • diminuição do interesse pelas atividades habituais;
  • sensação de dificuldade de concentração;
  • cansaço, fadiga fácil, falta de energia;
  • acentuada alteração do apetite;
  • distúrbios do sono;
  • sensação de estar fora do próprio controle;
  • inchaço e/ou sensibilidade mamária aumentada;
  • dor de cabeça;
  • dores musculares;
  • ganho de peso ou sensação de inchaço;

No entanto para ser considerada doença, e portanto sujeita a tratamento, é importante que estes sintomas de fato interfiram nas atividades habituais da mulher e que os mesmos ocorram na fase pré menstrual e não em todo o ciclo.

Deve-se sempre procurar orientação médica, mas tratamentos complementares como, relaxamento, drenagem linfática, massagens relaxantes, têm tido um efeito amenizador das queixas, conduzindo ao aumento na qualidade de vida.

 


Indique este site

 

15/2/2019
7 visitantes on-line

BEM ESTAR É O MELHOR PRESENTE!

 

Presenteie com Day Spa

Clique e saiba mais


FIQUE EM FORMA COM SAÚDE!

 


TRATAMENTOS DE REDUÇÃO DE MEDIDAS

Clique e saiba mais













 










...::: OÁSIS SPA URBANO :::.... O espaço de seu bem estar!

   2002-2019 ©.